Quando o Amor é proibido!

Voz

Ao ver-te meu coração
Em cada olhar te procura,
Numa encoberta paixão,
Num devaneio de loucura.

Sou casado, és casada,
Mas, os olhares se desejam,
Longe de mim, afastada,
Os nossos olhos se beijam.

Estribilho

Eu sofro porque te quero,
Ao Ver o teu doce olhar.
Tão longe de ti, desespero
Sem poder a ti chegar.

Este amor tão proibido,
Transformou-se num tormento,
Tão puro e só consentido
No meu e teu pensamento.

Voz

Dois corações a penarem,
Se vão na vida cruzando,
Proibidos de se amarem,
Mas, no coração se amando!

Dois amores que se almejam,
Nem te toco nem me tocas!
Mas, nossos olhares se beijam
Bem longe das nossas bocas!

Estribilho

Eu sofro porque te quero
Etc… etc…


Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição 3.0 Não Adaptada.
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.

Amor…

Sua definição!…

Voz

Amor, é um Paraíso
Na fogueira dos desejos,
De orgias e de encantos.
Começa com um sorriso,
Cresce em amorosos beijos,
Por vezes termina em prantos!

Amor, é como um feitiço,
Que se sente e não se vê,
Numa força que perdura.
Nasce sem se dar por isso,
Cresce, sem saber por quê,
Termina sempre em loucura.

Estribilho

Principia num segredo,
Com cuidado, muito medo,
Cada dia mais se gostam.
Por receio, tentam fugir,
Uma força os faz unir
E, cada vez mais se encostam!…

Ela grita, não e não…
Some-se a voz e então
Fica de boca tapada.
Os beijos tapam-lhe a boca,
Mas, com meiguice ela troca
Seus beijos, boca calada!

Voz

Amor, tem força tamanha,
Que transforma toda a gente,
Faz da noite uma alvorada.
Nasce de maneira estranha,
Cresce muito num repente,
Termina às vezes por nada!…

Amor é cheio de afã,
Duma ânsia, uma alegria,
Muita bondade e ternura.
Nasce como uma manhã,
Cresce como um lindo dia,
Terminando em noite escura!

Estribilho

Principia num segredo,
Com cuidado, muito a medo,
Cada dia mais se gostam.
Por receio, tentam fugir,
Uma força os faz unir,
E, cada vez mais se encostam!

Ela grita, não e não…
Some-se a voz e então
Fica de boca tapada.
Os beijos tapam-lhe a boca,
Mas, com meiguice ela troca
Seus beijos, boca calada!…

FIM

Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição 3.0 Não Adaptada.
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.

Os enchidos estão na moda!…

Voz

Num reboliço,
Há gente p’raí às trelas,
Pelo chouriço,
Linguiça e as morcelas.
É de lamber
E não é nada indigesto,
Podem comer,
Ainda arrumar o resto!

O mundo anda
Num alvoroço, louquinho
Por toda a banda,
Atrás dum bom bocadinho.
Quando o apanham,
Chegam a comer-lhe crú,
Outros amanham
E arrumam no baú!…

Estribilho

Não tem picante,
Hoje o chouriço,
Faz um serviço,
Muito importante.
Seu conteúdo,
Quer fêmea ou macho
Mete no tacho
Com pele e tudo!…

Voz

Hoje a morcela
Anda muito preferida,
Dizem que ela
Fica mais desencolhida
Por um bocado,
Muita solteira e casada,
Por ter provado
Ficou de barriga inchada!

A namorada
Que agora ma acompanha
Dum quase nada
Faz uma uma coisa tamanha,
A carne estica,
Não sei com qual o feitiço,
Só duma nica,
Consegue um grande chouriço!

Estribilho

Não tem picante,
Hoje o chouriço,
Faz um serviço,
Muito importante.
Seu conteúdo,
Quer fêmea ou macho,
Mete no tacho,
Com pele e tudo!…

FIM

Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição 3.0 Não Adaptada.
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.

Desgarrada…

Declaração de Amor, entre
um casal maníaco de carros!…

Ele…
Vai esta declaração,
Para lhe provar senhora
Que, ao vê-la tão sedutora,
Perdi logo a direcção.

Ela…
Toma cuidado rapaz,
Podes ter desilusão,
Vai pondo o pé no travão
E fazendo marcha a trás.

Ele…
Desde o momento que a vi
Por minha rua passar,
Já mais deixei de pensar
Nas linhas do seu chassi.

Ela…
Meu coração deu-me um baque
Olhando a sua feição,
Senti logo a impressão
Da frente dum Cadillac.

Ele…
O seu peito dá bem provas,
Com o balanço que tem,
Do mover dum Citroem
A balançar sobre covas.

Ela…
Com este jeitinho eu acho,
Que você vai resvalar
E, ao cair irá ficar
De cabeça para baixo.

Ele…
Ao olhar sua traseira,
Reparo o fonomenal
E belo diferencial
Debaixo da bagageira.

Ela…
Não venhas d’olhos focados,
Como dois faróis brilhantes,
Mostrando as pernas de jantes,
Com pneus recauchutados.

Ele…
Andas de maneira estranha,
Mostrando a coxa e parece
Quando ao guiar se adormece
Nas curvas duma montanha!

Ela…
O teu porte se assemelha
A um condutor audaz,
Que nunca “stop” faz,
Nem mesmo com luz vermelha!

Ele…
Com este motor de arranque,
O meu motor logo pega,
Trabalha, nunca se nega,
Tem sempre “super “ no tanque.

Ela…
Vendo-te assim tão maroto,
Considero-te meu machão,
Carro de segunda mão,
Já com o escape roto!

Os dois…
Desculpem nossas cantigas,
Alguma um pouca grosseira,
Não passa de brincadeira,
Entre pessoas amigas!…

Fim

Licença Creative Commons
Este trabalho foi licenciado com uma Licença Creative Commons – Atribuição 3.0 Não Adaptada.
This work is licensed under a Creative Commons Attribution 3.0 Unported License.

Salvar da morte…

Quem neste mundo nasceu,
Até a alma mais alva,
Pode ser puro, ir p’ró Céu,
Mas, da morte não se salva.

Se alguém escapou, por sorte,
Duma morte garantida,
não está livre da morte,
Só prolongou sua vida!…